Vigilância Epidemiológica intensifica combate ao Aedes Aegypti - Prefeitura de Cabreúva
        
        
        
        
        
        
        
        
        
        
        
                

        
        
        

        
        
        
        
        
        

        
        

        
        

        
        
        
                        
        

		
		


    



Ir para o conteúdo

Tamanho do Texto

Contraste

Cadastre e receba
nossa newsletter:

Notícias - Home

12 FEV

Vigilância Epidemiológica intensifica combate ao Aedes Aegypti


Atualizado em 12 Fev 2019 ás 04hs

A vigilância epidemiológica de Cabreúva está intensificando as ações de combate ao mosquito Aedes Aegypti, transmissor do vírus da dengue, zika e chikungunya. Com o período de chuvas, aumenta a preocupação em relação aos possíveis focos. A cidade hoje está em estado de alerta para a transmissão da dengue, com dois casos confirmados da doença em 2019. No ano passado, neste mesmo período, não houve nenhuma caso da doença registrado.  Em 2018 inteiro, foram 15 casos.

 

De acordo com o último balanço da vigilância, das 600 casas vistoriadas no mês de janeiro, 30 delas possuíam focos do mosquito.  Os locais onde foram encontrados mais criadouros foram: latas/ recipientes plásticos, pneus, estruturas fixas das casas (calhas, telhas, etc) e baldes.

 

A Secretaria de Saúde e a Secretaria de Meio Ambiente, Obras e serviços Urbanos têm reforçado as ações de limpeza e poda de mato em toda a cidade, além das visitas porta-a-porta para fiscalizar e orientar os moradores sobre os cuidados para evitar água parada. É importante ressaltar que a grande maioria dos focos foi encontrada dentro das residências, por isso os moradores precisam colaborar para evitar novos criadouros.

 

Medidas para eliminar os criadouros e evitar a reprodução e proliferação do Aedes Aegypti:

- Não deixar água parada em pneus fora de uso. O ideal é fazer furos nestes pneus para evitar o acúmulo de água;

- Não deixar água acumulada sobre a laje de sua residência;

- Não deixar a água parada nas calhas da residência. Remover folhas, galhos ou qualquer material que impeça a circulação da água.

- A vasilha que fica abaixo dos vasos de plantas não pode ter água parada. Deixar estas vasilhas sempre secas ou cobri-las com areia;

- Vasilhas que servem para animais (gatos, cachorros) beber água não devem ficar mais do que um dia com a água sem trocar;

- Garrafas ou outros recipientes semelhantes (latas, vasilhas, copos) devem ser armazenados em locais cobertos e sempre de cabeça para baixo. Se não forem usados devem ser embrulhados em sacos e descartados no lixo (fechado).

Compartilhar :
Twitter
Imprimir
Autoria: Patricia Vergara
» Todas as notícias

Ultimas Notícias

25 ABR

Atividades nas escolas municipais marcam Dia Nacional do Livro Infantil

25 ABR

Henrique entrega certificados para alunos da Etec Cabreúva

25 ABR

Cabreúva participa de reunião do Roteiro dos Bandeirantes em Santana de Parnaíba

Reportar erro!

Se você encontrou erro neste texto ou nesta página, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente
Cabreúva
Prefeitura Municipal de Cabreúva - Rua Floriano Peixoto, 158 - Centro - Cabreúva - SP
Todos os direitos reservados © 2019 - Desenvolvimento Imagenet Tecnologia.