Defesa Civil monitora áreas de risco para evitar alagamentos e deslizamentos - Prefeitura de Cabreúva
        
        
        
        
        
        
        
        
        
        
        
        
                

        
        
        

        
        
        
        
        
        

        
        

        
        

        
        
        
                        
        
        
        
        
        
        
        
        
        
        
        
        
        
        
        
          
        
        
        
        
        
        
        
        
        

		
		


    

Ir para o conteúdo

Tamanho do Texto

Contraste

Cadastre e receba
nossa newsletter:

Cabreúva

Notícias - Home

20 JAN

Defesa Civil monitora áreas de risco para evitar alagamentos e deslizamentos


Atualizado em 20 Jan 2017 às 10h

A Defesa Civil de Cabreúva esteve durante toda essa semana monitorando as áreas de risco da cidade em função da grande quantidade de chuva que caiu nos últimos dias. Em três dias, choveu o que era esperado para praticamente todo o mês de janeiro, o volume acumulado é de 101mm e Cabreúva encontra-se em estado de atenção. No último domingo, dia 15, o temporal causou o alagamento de pelo menos 10 casas no Bairro Vilarejo, porém, os transtornos foram minimizados graças à ação rápida dos agentes de Proteção e Defesa Civil, que trabalharam com base no PPDC (Plano Preventivo de Defesa Civil), que engloba várias secretarias e cria um passo a passo sobre o que fazer e quem contatar em casos como esse.

 

Desde segunda-feira, dia 16, a Defesa Civil vem realizando a entrega de Kits de limpeza e higiene pessoal, além de colchões para as famílias que tiveram suas casas alagadas. No Nova Cabreúva uma casa que estava em construção foi interditada por segurança, pois com o deslizamento de parte do barranco, a estrutura da residência ficou exposta, porém como ainda não há habitantes no local, ninguém precisou ser retirado.

 

Outro ponto que está sendo monitorado é o Bananal, devido à cheia do Rio Tietê, que, caso chova mais em São Paulo ou haja abertura de comportas que aumentem sua vazão, poderá deixar algumas casas que ficam às margens do rio, alagadas.

 

Segundo a EMAE (Empresa Metropolitana de Águas e Energia), a usina hidrelétrica de Rasgão, em Pirapora do Bom Jesus, opera com vazão de 400m³ por segundo, o que é considerado ainda dentro da normalidade. Na quinta-feira, dia 19, em Salto, das 22 comportas da usina de Porto Góes, duas foram fechadas, tudo pra controlar a vazão da água que chegou a 712 mil litros por segundo. Volume que representa quase cinco vezes acima da média.

 

De acordo com o Climatempo, a previsão é de chuva para o final de semana e para todos os dias da semana que vem. A orientação é que em caso de qualquer anormalidade, a população acione a Defesa Civil imediatamente  pelo telefone 199.

Compartilhar :
Twitter
Imprimir
Assuntos relacionados: TietechuvaDefesa CivilDC
Fonte: Decom Cabreúva
Autoria: Danilo Biazin
» Todas as notícias

Ultimas Notícias

27 MAR

Coronavírus: Prefeitura divulga 12º Boletim Oficial

26 MAR

Decreto antecipa o recesso escolar em Cabreúva

25 MAR

Coronavírus: Prefeitura divulga 11º Boletim Oficial

Reportar erro!

Se você encontrou erro neste texto ou nesta página, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente
Cabreúva
Prefeitura Municipal de Cabreúva - Rua Floriano Peixoto, 158 - Centro - Cabreúva - SP
Todos os direitos reservados © 2020 - Desenvolvimento Imagenet Tecnologia.