Combate ao mosquito Aedes Aegypti não pode parar - Prefeitura de Cabreúva
        
        
        
        
        
        
        
        
        
        
        
        
                

        
        
        

        
        
        
        
        
        

        
        

        
        

        
        
        
                        
        
        
        
        
        
        
        
        
        
        
        
        
        
        
        
          
        
        
        
        
        
        
        
        
        

		
		


    

Ir para o conteúdo

Tamanho do Texto

Contraste

Cadastre e receba
nossa newsletter:

Cabreúva

Notícias - Home

15 ABR

Combate ao mosquito Aedes Aegypti não pode parar


                A pandemia de covid-19 não impede que o mosquito Aedes aegypti continue proliferando e causando risco de transmissão de dengue, chikungunya e zika. Os cuidados para evitar casos destas doenças devem ser redobrados neste período crítco, onde o sistema de saúde apresenta-se sobrecarregado.

            Em um levantamento feito pela equipe de controle do vetor no começo deste ano, o resultado indicou que, de cada 100 imóveis visitados, 13 tinham focos do Aedes aegypti, o que indica uma alta infestação nas áreas residenciais. 

            Como o Aedes aegypti é um mosquito com afinidade pelas pessoas, encontrando criadouros sobretudo nos quintais e alimento (sangue) nos moradores destes imóveis, é imprescindível que cada um colabore mantendo seu imóvel livre de recipientes que possam acumular água.

            Como os ovos colocados nos recipientes (mesmo secos) podem gerar mosquitos após 9 dias da postura na presença de água, se cada morador pelo menos uma vez por semana vistoriar seu imóvel (sobretudo o quintal), eliminando qualquer material que possa acumular água, este ciclo de porliferação do vetor é quebrado.

Algumas dicas úteis para evitar água parada em recipientes:

            ---Lonas ou plásticos para cobrir materiais: deixá-los bem esticados.

            ---Pneus: mantê-los secos, em local coberto, até correto destino final.

            ---Latas, plásticos, sucatas, garrafas: se for guardá-los, devem estar secos e de boca para baixo e/ou em recipientes fechados até que sejam destinados para reciclagem ou reuso adequado.

            ---Pratos de plantas: se possível, evitar seu uso ou mantê-los furados, com areia até a borda ou bem ajustados (sem vãos) aos vasos.

            ---Reservatórios de água: mantê-los em recipiente bem tampado (tampa ou tela milimétrica) e procurar esgotar ou usar toda a água pelo menos uma vez por semana.

            ---Plantas aquáticas: trocar a água pelo menos uma vez por semana, lavando o interior do recipiente com bucha.

            ---Reservatórios de água: mantê-los bem vedados, com tampa ou tela milimétrica, e trocar totalmente a água pelo menos 1 vez por semana.

Com a colaboração de todos podemos evitar infestações e casos de dengue, chikungunya e zika vírus.

Compartilhar :
Twitter
Imprimir
Fonte: Secretaria da Saúde
Autoria: Comunicação
» Todas as notícias

Ultimas Notícias

29

Prefeitura de Cabreúva faz homenagem aos profissionais da linha da frente no combate a Covid

26

Semana Nacional do Trânsito: Prefeitura de Cabreúva promove ações para conscientização da sociedade

26

Fundo Social lança campanha de arrecadação de brinquedos para o Dia das Crianças

Reportar erro!

Se você encontrou erro neste texto ou nesta página, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente
Cabreúva
Prefeitura Municipal de Cabreúva - Rua Floriano Peixoto, 158 - Centro - Cabreúva - SP
Todos os direitos reservados © 2022 - Desenvolvimento Imagenet Tecnologia.